Movimentando o mercado de eventos em tempos de COVID-19

O bservando o contexto econômico atual com a lente do realismo, é inegável a constatação de que o setor de eventos foi um dos mais afetados pela crise do coronavírus.

Somos movidos pela capacidade de criar experiências coletivas, mas também, pela preocupação com o próximo que, neste momento, depende do distanciamento social para que possamos preservar vidas.

Apesar deste cenário – que, sim, vai passar – o fato é que as empresas de eventos precisam pensar em estratégias para geração de receita e fortalecimento do setor durante a fase mais aguda do combate a pandemia de COVID-19.

E, mesmo diante do ambiente adverso, é possível encontrar alternativas, afinal de contas, o desejo pela criação de conexões e compartilhamento de momentos permanece, mesmo que a distância – basta vermos o crescimento das lives e outras formas de transmissão de eventos digitais nos últimos meses.

Pensando nisso, criei este artigo para compartilhar um pouco de minha visão sobre o momento atual, apontando possíveis caminhos para as agências e para o segmento de eventos, como um todo, superarem este período complexo de nossa história. É hora de dividirmos conhecimentos, compartilharmos ideias e, mais do que nunca, nos auxiliarmos mutuamente. Vamos lá?

Abraçando a cultura dos eventos digitais

Mais do que nunca, é chegada a hora de abraçar os eventos digitais como uma fonte importante de geração de receita, a qual deve perdurar, inclusive, em um cenário pós-coronavírus.

Para termos uma ideia, as lives do Instagram cresceram 70% neste momento de isolamento social, cobrindo desde shows até entrevistas e debates. Um grande desafio, neste contexto, é construir eventos atrativos, sem falhas técnicas e com conteúdos que gerem impacto para o público-alvo de artistas, empresas e palestrantes.

Neste sentido, agências podem dar o verniz necessário de profissionalismo para que um evento digital tenha impactos semelhantes aos produzidos presencialmente. Na BOA, por exemplo, trabalhamos com interações que envolvem desde download de materiais de apoio até tradução simultânea para convenções de empresas, lives musicais e de conteúdo.

Quer saber mais?

Visite nosso site e vamos marcar um papo!

Palestras, cursos e produção de conteúdo

Outra alternativa para os profissionais da área de eventos envolve a oferta de cursos, palestras e conteúdo relevante a distância, seja para fortalecer o branding de sua empresa neste período de isolamento, seja para atingir novos leads ou gerar receita a partir de seu conhecimento e expertise.

Consultoria

Muitos profissionais também têm buscado a rota da consultoria, dando suporte para eventos digitais produzidos internamente pelas organizações ou no sentido de desenhar estratégias de posicionamento e marketing, tanto para o contexto atual, quanto para um cenário pós-COVID-19.

Contar com apoio de profissionais especializados, vale reforçar, pode ser um trunfo para as empresas que querem entender quais são as perspectivas e possíveis transformações do mercado de eventos, para que, juntos, consigamos construir alternativas em torno da oferta de experiências significativas para o público-alvo de uma organização. 

O dom da adaptabilidade

Dentro de todo esse contexto, mais do que nunca, é fundamental que as agências de eventos exercitem toda sua capacidade de adaptação e resiliência, se tornando hábeis a adaptar processos e planos, de acordo com as necessidades das empresas e das restrições que o momento exige.

Neste sentido, vale também buscar negociar com contratantes prazos, pagamentos e possíveis alternativas para realização de eventos – seja em um modelo digital ou em pacotes de eventos que seriam realizados futuramente.

Sempre que possível, procure contar com o suporte dos seus colaboradores, pois seu time é a base do seu negócio e, em um momento de retomada, certamente, eles serão indispensáveis para, junto com você, construir o novo mercado de eventos com todas as suas transformações que devem se consolidar nos próximos meses. A única certeza é a de que, como camaleões, devemos estar prontos para nos adaptar e vencer qualquer obstáculo!

Artigo redigido por Helena Cinci

Sócia-Proprietária da Agência BOA

linkedin.com/in/helena-cinci/

Postar um comentário